terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Campeonato Ibérico de Ori-BTT

Decorreu no passado fim de semana, na região de Olivença, a primeira prova da Taça de Portugal de Orientação em BTT - PMS Alumínios.

A prova, organizada pela Federation Extremena de Orientation e pelo Club Deportivo Altair, contou com duas centenas e meia de participantes, dos quais uma centena de portugueses.

O número de participantes nacionais foi, de facto, assinalável, principalmente, se tivermos em conta as baixas estatísticas de participação das ultimas épocas nesta modalidade e o facto de, numa atitude absolutamente incompreensível, a Federação Espanhola ter decidido, de forma unilateral, sobrepor as datas dos Campeonatos Ibéricos Pedestre e de Ori-BTT, em claro prejuízo para os atletas e para a modalidade... em nossa opinião, mais um motivo para ponderar o interesse em manter o atual modelo competitivo protocolado com a FEDO...

Relativamente à competição, a organização colocou aos atletas três desafios totalmente distintos:

Na manhã de sábado, a prova de distância longa, disputada em Higuera de Vargas, numa zona de fortes declives em que os percursos apresentavam um grau de exigência física extremamente elevado e com um traçado de qualidade técnica questionável... Ficou ainda no ar a dúvida decorrente da publicação de uma regra que proibia a circulação fora de caminhos mas que, pelo vistos, apenas se aplicava à distância média!!!

A prova de sprint decorreu na mesma tarde, na zona industrial de Olivença, num mapa quase sem desnível, em que a qualidade técnica do traçado melhorou... Ficou, no entanto, a sensação de que poderíamos ter tido uma prova memorável, caso a organização tivesse mantido o plano inicial de realizar a prova nas carismáticas ruas da Cidade de Olivença... até pelo significado histórico que teria para os atletas nacionais...

O evento haveria de ser fechado com chave de ouro, com a etapa de distância média disputada em Alconchel, uma pequena Vila com um magnífico castelo de estilo medieval... O Mapa, incluía a parte
urbana da vila e uma área aberta, nos arredores, com uma magnífica e intrincada rede de caminhos, muito bem aproveitada pelo traçador de percursos para criar desafios de navegação em velocidade aos atletas...

Em termos de resultados, apesar da Espanha ter dominado na maioria dos escalões (dez títulos), os atletas nacionais conquistaram as principais categorias:

Assim, enquanto na Elite Feminina, Marisa Costa venceu categoricamente, registando o melhor tempo nas três etapas, na Elite Masculina as vitórias de etapas foram discutidas entre Davide Machado e Daniel Marques, com Davide Machado a vencer as etapas de Sábado e a sagrar-se campeão ibérico.
Portugal arrecadou ainda mais dois títulos por Susana Pontes, em D40 e por Luísa Mateus, em D60.

O CAOS participou na prova com quatro atletas:

Em D40, Ângela Pedro classificou-se na oitava posição entre 14 atletas participantes, enquanto Nuno Pedro, em H40, foi 16.º entre 44 atletas.

Nos jovens, Dinis Lopes assinalou a sua estreia nesta vertente da modalidade com um promissor 6.º lugar (terceiro entre os atletas nacionais) no escalão H15, enquanto João Pedro se classificou no 11.º lugar do escalão, entre 17 participantes.

A próxima prova da Taça de Portugal de Orientação em BTT - PMS Alumínios disputa-se em Loulé, nos dias 8 e 9 de março...




segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Desporto Escolar - 3.ª e 4.ª Etapa


Decorreu no sábado, dia 8 de fevereiro, a segunda prova do Circuito Regional do Desporto Escolar de Lisboa e Vale do Tejo, numa prova disputada em paralelo com a segunda etapa do Regional Sul Pedestre.

A competição, organizada pelas Escolas Secundárias de Palmela e Pinhal Novo, pelo Agrupamento de Escolas Navegador Rodrigues Soromenho e pelo Grupo Desportivo União da Azóia decorreu em duas etapas.

A etapa da manhã foi disputada no Parque da Paz, em Almada, num mapa à escala 1:4.000, enquanto a da tarde decorreu numa área florestal da Base Naval do Alfeite, com o mapa à escala 1:7.500.


A prova contou com a presença de mais de duas centenas de alunos, incluindo cinco jovens do CAOS, em representação do Agrupamento de Escolas Lapiás - Montelavar e da Escola Profissional de Ciências Geográficas.

Gabriel Lopes, em Infantis A venceu a etapa da tarde corrigindo assim o resultado da manhã em que falhou um controlo. Com este resultado, o jovem atleta da EPCG manteve o terceiro lugar, ficando tudo em aberto para a última prova da época...

Também em Infantis A, Juliana Pedro do AE Lapiás venceu a etapa da manhã, mas ficou-se pelo quarto lugar à tarde, ficando a seis pontos de garantir a vitória final no ranking.

Em Infantis B, João Pedro, do AE Lapiás, repetiu na etapa da tarde o quarto lugar alcançado na da manhã, ascendendo ao segundo lugar do ranking neste escalão em que todas as decisões ficam reservadas para a prova de Ourém.

Em Iniciados, Dinis Lopes, representando a EPCG, cumpriu os dois percursos com uma performance bastante regular, alcançando o terceiro lugar em ambos e consolidando o terceiro lugar num ranking em que a discussão pela vitória final foi relançada com Tiago Gomes a vencer ambas as etapas e a assumir a liderança face a Dinis Kaiseler, que tinha registado idêntica proeza em Alenquer... 

Maria Azenha do AE Lapiás, em Infantis B, garantiu também o terceiro lugar em ambas as etapas, ascendendo ao sexto lugar do ranking num escalão em que Sara Gonçalves do AE Cidade do Entroncamento já garantiu o primeiro lugar final, registando quatro vitórias em outros tantos percursos.

Em Juvenis, Vasco Mendes, do AE Navegador Rodrigues Soromenho regista identica proeza, contabilizando apenas vitórias nas quatro etapas já disputadas.

A última prova da época decorrerá em Ourém, no dia 7 de março...


Regional Sul Pedestre - Almada




Decorreu no passado sábado, dia 8 de fevereiro a segunda prova do Regional Sul de Orientação Pedestre.

A prova, disputada no Parque da Paz, em Almada, numa organização do Grupo Desportivo União da Azóia, partilhada com o Desporto Escolar, contou com a presença de setenta participantes, a que se juntaram mais de duas centenas de alunos na prova do Desporto Escolar.

O CAOS esteve presente com onze atletas (o segundo maior contingente entre os clubes presentes), com sete atletas a competir nos escalões de veteranos e quatro nos escalões de formação e escalões abertos. 

Em Veteranos Masculinos, Nuno Pedro alcançou o primeiro lugar com um registo de 17:39, curiosamente, o mesmo registo de Nuno Ferreira do CPOC. No terceiro lugar classificou-se Jorge Santos, num escalão que teve ainda Tiago Lopes em quarto e Cláudio Ramos em sétimo.

Em Veteranos Femininos os dois lugares mais altos do pódio pertenceram ao CAOS, com a Ângela Pedro a vencer com 24:38 e Ângela Aires a registar o segundo tempo.

Destaque ainda para a estreia do Lourenço Azenha em escalões de competição, com o sexto lugar em Veteranos II e para a vitória do Daniel Inça no percurso difícil dos escalões abertos...

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Troféu de Orientação Sra. D'Aires

Viana do Alentejo recebeu a primeira etapa da Taça de Portugal de Sprint e simultaneamente, a etapa de (re)lançamento do Regional Sul de Orientação Pedestre.

Mas as novidades não ficam por aqui. O clube de Natureza do Alvito proporcionou à centena e meia de inscritos um desafio de Score, no sábado, um super sprint extra competição, após a etapa de domingo e um lanche ao som do Cante Alentejano, na tarde de sábado.



O score é uma prova de estratégia em que, em vez de um percurso formal, os atletas recebem um mapa com um conjunto de pontos, valorados consoante a dificuldade física e/ou técnica, podendo escolher os pontos que querem controlar, mas com o objetivo de somar exatamente, 100 pontos (nem mais nem menos), no menor tempo possível...


O CAOS fez-se representar por 9 atletas, sendo três nos escalões de formação, quatro nos veteranos e dois nos escalões jovens.

Nos escalões veteranos, o CAOS colocou três dos seus atletas no pódio, com Nuno Pedro a ser terceiro em H40 atrás de Jorge Santos que foi segundo e com Ângela Pedro a ser também segunda em D40.

Nos escalões jovens, João Pedro classificou-se na segunda posição do escalão H14 enquanto Juliana Pedro, beneficiou do facto de ter sido a única atleta a participar na etapa de sábado para se classificar no primeiro lugar do D14, apesar de ter sido quarta na etapa de sprint, com uma diferença muito significativa para as restantes atletas (participou neste escalão para ter um maior desafio em termos técnicos, ela que é do escalão D10).

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Norte Alentejano O Meeting


Portalegre e Castelo de Vide receberam no passado fim de semana a primeira prova da Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2020.

A XIV edição do Norte Alentejano O Meeting levou ao distrito de Portalegre mais três etapas de orientação pedestre, duas das quais pontuáveis para o circuito mundial (World Ranking Event).

A prova contou com quase 900 inscritos, provenientes de 19 países, mas, ao contrário do que tem sido habitual, não contou com a presença dos melhores atletas mundiais.

Na elite masculina, a vitória foi do francês Guilhem Elias, enquanto na Elite Feminina a vencedora foi Svetlana Mironova. 

Entre os atletas nacionais, destaque para o quarto lugar de Tiago Romão, do Clube de Montanhismo do Funchal, na elite masculina e de Mariana Moreira, do Clube Português de Orientação e Corrida, na elite feminina.

(Foto de João Alves)
O CAOS participou na prova com 12 atletas, obtendo o 19.º lugar entre 99 clubes participantes (14.º lugar, se considerarmos apenas os clubes nacionais), numa prova dominada coletivamente pelo Clube de Orientação do Centro. 

Em termos individuais o destaque vai para Lídia Santana, no escalão D40, que, depois de um modesto 10.º lugar na primeira etapa, prejudicada por um atraso resultante dos condicionamentos de tráfego, corrigiu com uma vitória na etapa de domingo, alcançando o 4.º lugar da classificação.

Em H40, Tiago Lopes registou três etapas regulares, classificando-se no 5.º lugar.

Realce ainda para os jovens, com Gabriel Lopes a vencer na sua estreia no escalão H12 e Tiago Carrilho, em escalão aberto, a vencer o percurso fácil.


Todas as informações, resultados e fotos em https://gd4caminhos.com/naom/


sábado, 18 de janeiro de 2020

Desporto Escolar - Alenquer




Alenquer recebeu a prova de abertura do Circuito Regional de Orientação da DSRLVT, numa organização a Cargo da Coordenação Local do Desporto Escolar do Oeste.

Este circuito, composto por seis etapas, agrega as escolas da região da Península de Setúbal, Lisboa e Vale do Tejo, Oeste e Médio Tejo, mantendo o mesmo conceito dos anos anteriores, em que a dificuldade técnica evolui gradualmente entre cada etapa.
A etapa da manhã foi disputada no mapa do Parque Urbano da Romeira, à escala 1:2.500, que permitiu aos mais novos um percurso mais seguro, com a maioria dos pontos em linha de vista, mas exigindo certeza na navegação para evitar desclassificações.

A etapa da tarde disputou-se no mapa de Alenquer, à escala 1:3.000, com partida e chegada no interior da Escola Damião de Goes e passagem pelas áreas urbanas adjacentes e exigindo já alguma leitura de mapa para navegação entre edifícios.

Participaram na prova 228 alunos em representação de 16 escolas.



Nos escalões mais competitivos, os favoritos fizeram valer as suas credenciais.
Assim, em Juvenis, Vasco Mendes, em representação do AE Navegador Rodrigues Soromenho, venceu categoricamente ambos os percursos, assumindo a liderança do ranking com uma vantagem bastante significativa.

Também em Juvenis, Matilde Ribeiro da EB Dom Sancho I, registou idêntica performance, impondo-se na etapa da manhã com uma vantagem confortável e repetindo a vitória à tarde, mas com uma margem de apenas alguns segundos.

Nos Iniciados, foi Dinis Kaiseler da ES Pinhal Novo a fazer o pleno, com a vitória folgada na primeira etapa a ser repetida à tarde, embora com menor margem.

O escalão de Iniciados Femininos, apresentou-se como o mais competitivo, com Joana Canana do AE Navegador Rodrigues Soromenho a vencer a etapa da manhã, Catarina Moreira, da ES Pinhal Novo a vencer à tarde e Iara Pó da ES Pinhal Novo a ser a mais regular, assumindo a liderança do ranking com o segundo lugar em ambas as etapas.


Nesta prova participaram cinco alunos que são atletas do CAOS:

Dinis Lopes e Gabriel Lopes em representação da EP Ciências Geográficas, de Lisboa e João Pedro, Maria Azenha e Juliana Pedro, em representação do Agrupamento de Escolas Lápiás, de Montelavar.

Maria Azenha, em Infantis B, falhou um controlo na etapa da manhã, num percurso em que teria registado o terceiro lugar, classificação que acabou por alcançar na etapa da tarde, deixando boas indicações para as próximas provas.

Gabriel Lopes participou em Infantis A, classificando-se em sexto na primeira etapa e alcançando um promissor segundo lugar na segunda, ascendendo ao terceiro lugar do ranking.

Dinis Lopes e João Pedro, assumiram o terceiro lugar em Iniciados e Infantis B, respetivamente. O Dinis, juntou ao quarto lugar da manhã um terceiro na etapa da tarde, ao passo que o João, depois de ser segundo no Parque da Romeira, não foi além do quarto registo à tarde...

Por último, destaque para a Juliana que competindo em Infantis A que, apesar de ser a mais jovem do escalão, fez valer sua experiência na modalidade vencendo ambos os percursos e assumindo a liderança do ranking.

A próxima prova do circuito realiza-se a 8 de fevereiro em Almada. 



sábado, 11 de janeiro de 2020

III Rogaine do Médio Tejo


Abrantes foi o palco da prova de abertura da edição de 2020 da Taça de Portugal de Rogaine e coube à aldeia de São Miguel do Rio Torto acolher os cerca de 160 participantes nesta aventura que teve o Clube de Orientação e Aventura como anfitrião.

O Rogaine, também designado por OriTrail, é a variante de competição mais recente da Federação Portuguesa de Orientação.

As provas, normalmente com tempo limite de quatro horas, consistem num desafio de estratégia, tipo score, em que as equipas (entre 2 e cinco atletas) recebem um mapa com um conjunto de controlos a que corresponde uma pontuação, consoante a dificuldade física e técnica. A equipa, escolhe a estratégia para, dentro do tempo disponível, somar a maior pontuação possível... 
A Taça de Portugal de Rogaine permite competição das equipas em duas variantes: a pé ou em BTT.

O III Rogaine do Médio Tejo disputou-se em carta militar à escala 1:25.000, apresentando uma componente de estratégia bastante elevada:
Para realizar os 252 pontos, correspondentes a 41 controlos, seria necessário percorrer uma distância de 52km (na melhor opção), com quase mil metros de desnível acumulado, no tempo máximo de quatro horas (três horas na BTT). A impossibilidade de fazer a pontuação máxima exige que as equipas definam a melhor estratégia possível.

Foi o que fizeram as principais equipas. E, se o resultado da equipa do Clube de Orientação do Centro, que venceu a BTT com o registo de 217 pontos, já era assinalável, o que dizer da prestação da equipa da Casa do Povo da Abrunheira que, na vertente pedestre, conseguiu amealhar 202 pontos, deixando o segundo classificado da geral, a equipa Veteranos Mistos do Clube Português de Orientação e Corrida a 28 pontos!!

O CAOS fez a sua estreia oficial nesta vertente da orientação participando com uma equipa no escalão Veteranos Masculinos Pedestre, composta por Cláudio Ramos e Nuno Pedro.
Apesar de menos experiente, e sem a adequada preparação física, a nossa equipa optou por uma estratégia conservadora, mas que dava margem para gestão do esforço, na parte final da prova, e, apesar de ter ultrapassado em alguns segundos o tempo de prova (um ponto de penalização), conseguiu angariar 149 pontos traduzidos no 5.º melhor registo da geral pedestre e no segundo lugar no escalão Veteranos Masculinos, entre as oito equipas participantes, a 25 pontos da equipa do CPOC, que venceu com 174 pontos.

A próxima prova da Taça de Portugal de Rogaine realiza-se em Esposende, no dia 8 de fevereiro.

Toda a informação, resultados e fotos em www.coa.com.pt.