quarta-feira, 27 de abril de 2011

CAOS é Vice-Campeão Nacional de Estafetas 2011

No dia 24 de Abril (Domingo de Páscoa), disputou-se em Sobrena - Cadaval a 3ª edição do Campeonato Nacional de Estafetas de Orientação em BTT.

Após uma presença residual em 2008 (Penela) e a participação na organização da 2ª edição (Ourém 2009), o CAOS fez-se representar com 2 equipas: Seniores Masculinos e Veteranos Masculinos I.
Equipas do CAOS antes da partida da Estafeta
José Henrique, Paulo Silveiro, Nuno Pedro, Tiago Lopes, Pedro Batista e Edmundo Pita
No mesmo mapa da prova de distância média, os primeiros a partir foram os atletas veteranos, com o CAOS a abrir com Edmundo Pita.
A performance do atleta foi prejudicada pelo desconhecimento do terreno (não competiu na véspera por problema mecânico) que o levou a escolher uma opção errada e a perder bastante tempo, passando o testemunho a José Henrique na última posição, a consideráveis 27 minutos da liderança. José Henrique efectuou uma prova regular, recuperando uma posição e ficando a aguardar o desempenho de Pedro Batista que, tendo saído da partida em massa, registou um excelente desempenho recuperando mais um lugar e classificando o clube na 5ª posição, a 50 minutos do clube campeão (ADFA).

Nos seniores, Paulo Silveiro abriu uma competição que se previa renhida... pelo 2º lugar, uma vez que, salvo algum imponderável, o Clube de Orientação do Centro que se havia sagrado campeão nacional nas três especialidades (Longa, Média e Sprint) era o claro favorito.
Como era de esperar, Paulo Alípio surgiu completamente isolado, passando o testemunho a Joel Morgado com uma vantagem de 5 minutos sobre o campeão nacional de sprint senior, Paulo Palhinha imediatamente seguido por Paulo Silveiro, com um desempenho notável.
A disputa prometia: pela Casa do Povo da Abrunheira o 2º atleta era Mário Marinheiro, também ele campeão nacional de sprint, mas em H40. Pelo CAOS, Nuno Pedro. A diferença era de meros 28 segundos.
Embora com percursos distintos, foram havendo alternâncias na liderança, com Mário Marinheiro a levar a melhor na recta final e a repor a diferença em 13 segundos.

A decisão vinha da partida em massa entretanto realizada, enquanto se aguardava a qualquer momento que Daniel Marques, único atleta a receber passagem de testemunho, concluísse a prova garantindo o título, como veio a suceder, com uma larga vantagem de 21 minutos...

No derradeiro percurso, a experiência de Tiago Lopes impôs-se à juventude do ainda Júnior João Palhinha, 3º no sprint e uma das promessas da Ori-BTT nacional.
Com um tempo de 51 minutos, e sendo o único atleta cujos tempos ombrearam com os da equipa campeã (COC), Tiago Lopes voltou a reviver grandes momentos, conquistando a prata para o CAOS, melhor resultado colectivo da história do clube no principal escalão nacional!!
Pódio do Campeonato Nacional de Estafetas 2011
Campeão: COC (Paulo Alípio, Joel Morgado e Daniel Marques)
Vice-campeão: CAOS (Paulo Silveiro, Nuno pedro e Tiago lopes)
3º: CP Abrunheira (Paulo Palhinha, Mário Marinheiro e João Palhinha)

POM BTT 2011 - Campeonato Nacional de Distância Média e Sprint

No Sábado, dia 23 de Abril, disputaram-se os Campeonatos Nacionais de Sprint (manhã) e Distância Média (tarde), respectivamente, 2ª e 3ª etapas do Portugal-o-Meeting de Ori-BTT.

A prova realizou-se sob condições climatéricas extremamente adversas que deixaram os caminhos praticamente intransitáveis, provocando problemas mecânicos a alguns dos favoritos...

Ao nível das prestações do CAOS, a prova de sprint refreou as expectativas criadas na véspera, com Tiago Lopes a enfrentar problemas mecânicos, Margarida Colares a ficar pelo 7º lugar (disputou o escalão de Elite no sprint), Pedro Batista quedou-se pelo 10º posto e José Henrique classificou-se em 8º no H40. Já no escalão H21A (extra campeonatos nacionais), o cenário foi positivo com Nuno Pedro a vencer e Paulo Silveiro e Alexandre Nunes em 5º e 8º, respectivamente.

Na prova de distância média, já com uma melhoria das condições climatéricas, a bandeira do CAOS voltou ao lugar mais alto do pódio por Margarida Colares, de regresso ao escalão júnior. José Henrique repetiu o 8º lugar e Pedro Batista ascendeu ao 6º. Em H21A, os nossos atletas lograram ainda melhorar a performance da manhã, com Nuno Pedro a repetir a vitória, Alexandre Nunes a terminar em 4º e Paulo Silveiro em 6º.
Paulo Silveiro no final do percurso de Sprint
Em termos de classificação final do Portugal-o-Meeting, Margarida Colares venceu o escalão Junior. Em H21A, Nuno Pedro foi 3º e Alexandre Nunes, 5º. Carlota Colares foi 6ª em D21A, Pedro Batista, 5º em H35 e José Henrique, 6º em H40.

Colectivamente, o CAOS classificou-se em 5º lugar, a 130 pontos do 4º, liderando uma acesa disputa, com 4 clubes separados apenas por 50 pontos.

POM BTT 2011 - Campeonato Nacional de Distância Longa

Teve lugar no dia 22 de Abril em Olho Polido / Outeiro da Cabeça, no concelho de Torres Vedras, o Campeonato Nacional de Distância Longa em Ori-BTT.

O CAOS fez-se representar com 9 atletas nestes campeonatos nacionais, incluídos na 1ª edição do Portugal-o-Meeting de Orientação em BTT.

A grande surpresa do dia foi-nos reservada pelo atleta Pedro Batista que, no principal escalão veterano (H35) obteve um brilhante 3º lugar, a meros 27 segundos da medalha de prata.

Pedro Batista aguarda, confiante, o início da sua prova!

Em Juniores, a atleta Margarida Colares, correspondeu às expectativas, alcançando, sem oposição, o título nacional.

Destaque ainda para as classificações de Tiago Lopes na Elite Masculina e de Alexandre Nunes em H21A, ambos classificados na 5ª posição.

Os resultados podem ser consultados aqui


sexta-feira, 22 de abril de 2011

No passado Fim-de-semana de 16 e 17 de Abril a equipa de aventura do CAOS/R-Bikes deslocou-se à Corunha para participar no Somozas Extreme, Campeonato de Espanha e Campeonato Galego e primeira prova da Taça de Portugal de Corridas de Avetura.

A equipa participou na Categoria de Aventura, com os atletas Pedro Batista, Ricardo Guilherme e Cristiano Silva .
Equipa do CAOS/R-Bikes
Pedro Batista (esq), Cristiano Silva (centro) e Ricardo Guilherme (dir)


A prova revelou-se muito dura, não tanto pela distância percorrida (cerca de 150 kms), mas pelo desnível e o fortíssimo vento que se fez sentir e que levou mesmo ao cancelamento da etapa de Kayak.
A qualidade dos mapas foi aceitável apesar de algo desactualizados e a classificação dos caminhos ser no mínimo estranha! Numa etapa fomos dar a uma linha férrea porque não se conseguia distinguir a diferença, noutra procurávamos a estrada marcada a uma linha grossa até que encontramos um caminho com árvores lá no meio!

A equipa entrou forte na primeira etapa (BTT-TREKING-BTT) mas sofreu logo o primeiro (e felizmente único) problema mecânico, um prato da pedaleira partido. Fez-nos perder algum tempo  que acabou por ser recuperado pela boa opção junto ao rio. Terminamos essa etapa bem classificados.

A etapa seguinte (39,1km com 940 de Acumulado) foi feita a um ritmo mais lento, um pouco a pagar o esforço inicial. Nesta etapa muitas equipas passaram por nós.



A 3ª etapa era um trekking de 11kms com cerca 500 de acumulado) com um vento fortíssimo que foi terminada com sucesso.

Na 4ª etapa (BTT e Cordas) fizemos a escalada e slide mais assustadores, já que o vento fazia-nos abanar de um lado para o outro e depois rolamos até ao ponto de Kayak com relativa facilidade (foi a única etapa que podemos dizer que servia para descansar.

Com o Kayak cancelado passamos logo para a 6ª etapa (BTT, 23,4kms com 430 de acumulado), já de noite, onde voltamos a conseguir imprimir um bom ritmo de prova, chegando ao abastecimento um pouco antes da meia-noite.

O dia de Sabado terminou com um trekking de 7kms com 300m de acumulado, duríssimo onde tivemos de lidar com os erros do mapa que nos fizeram perder 2h para um só ponto. Mas como estávamos determinados lá conseguimos completar a etapa com todos os CP´s realizados às 3:55!

Depois de um descanso merecido de umas 3 horitas, domingo partimos para a ultima etapa (BTT 19kms com 430m acumulado), uma prova de score com 5 pontos que foi terminado a dez minutos do fecho da etapa.

O Resultado Final foi um Excelente 13º Lugar (1º dos Portugueses) com todos os 46 CP´s realizados em 19h36m25s.

De realçar as excelentes prestações das equipas portuguesas que participaram em Elite, Clube de Praças da Armada e Globaz.pt que terminaram em 7º e 10º, respectivamente, com todos os CP´s realizados.

Nos escalão Aventura também as equipas portuguesas deram uma boa replica ficando a Destilaria Levira em 22º com 43cps. o  Clube MillenniumBcp Porto em 25º com 42 cps, 0 Clube MillenniumBcp InBicta em 33º com 31cps (depois de terem chegado fora do tempo em 2 etapas) e os Sulslowly em 39º com 14cps depois de terem saltado algumas etapas e esquecerem-se de descarregar os
cp´s da 2ª secção)."



A Taça de Portugal de Corridas de Aventura segue em Maio, numa organização a cargo do CAOS: o Challenge "Aventura entre Palácios" que levará os atletas a percorrer o litoral dos concelhos de Sintra e Mafra.
Para mais informações consulte www.107caos.com

terça-feira, 12 de abril de 2011

Prova Aberta e Prova de Estafetas de Orientação Pedestre

No dia 30 de Abril, após a Cerimónia de Encerramento do Campeonato Regional do Desporto Escolar (cerca das 17:30), o CAOS realiza, na Praia de Magoito, uma prova aberta a todos os interessados, que passa a integrar o Ranking de Orientação Pedestre da Estremadura (2ª Etapa).

Existem 3 possibilidades de participação (todas incluem partida em massa):

1. Percurso formal individual - disputado num escalão único.
2. Estafeta de 1 elemento - um atleta que efectua os 3 percursos.
3. Estafeta Pura de 3 elementos

As informações técnicas são as disponibilizadas para a prova de Estafetas da DRELVT.

O custo de inscrição é de 3 € por atleta ou 9 € por estafeta. (Acresce 2 € de seguro para atletas não federados ou não renovados na FPO e 1 € para aluguer de Sport Ident).
Inscrições após 28ABR11 estão sujeitas a agravamento de 50% e condicionadas à disponibilidade de mapas...




sexta-feira, 8 de abril de 2011

Campeonatos de Espanha de Ori-BTT

Realizou-se nos dias 2 e 3 de Abril, em Córdoba, o Campeonato de Espanha de Ori-BTT, 3ª prova pontuável para a Taça de Portugal de Ori-BTT.
Ao reduzido número de atletas portugueses que se deslocaram à Andaluzia, a organização, a cargo do Clube Los Califas, reservou uma prova de nível técnico surpreendente (face à reduzida qualidade a que nos tinham habituado).
De facto, o mapa à escala de 1:7.500 (!), numa área com uma rede de caminhos impressionante, constituiu um grande desafio à generalidade dos atletas (mesmo aos espanhóis que já tinham competido nestes terrenos na disciplina de orientação pedestre).
Assim, na maioria dos escalões, a vitória sorriu a atletas nacionais, mais habituados a percursos de elevada exigência técnica...
O CAOS fez-se representar por apenas 4 atletas. No entanto, a pontuação obtida traduziu-se numa das melhores da época, fruto dos resultados obtidos.
O grande destaque do fim de semana vai para Tiago Lopes que, livre dos problemas mecânicos que o afectaram nas duas primeiras provas da época, obteve o 2º lugar final no Escalão de Elite Masculina, constituindo-se como o melhor atleta nacional em prova e conquistando mais de 245 pontos para a classificação colectiva.
Tiago Lopes - 2º em H21E

Nuno Pedro venceu o escalão H21A, sendo o melhor atleta Português em ambos os percursos e contabilizando 200 pontos para o Clube.
Já Pedro Batista, em Elite, apesar de enfrentar problemas mecânicos, e Alexandre Nunes em H21A, classificaram-se, em 20º e 9º, de 39 e 22 atletas, respectivamente...

A próxima etapa da Taça de Portugal de Ori-BTT disputa-se no Cadaval e em Torres Vedras, no fim de semana da Páscoa...

Todos os resultados em: https://sites.google.com/site/campeonatoespanaobm2011/resultados